Posts com Tag ‘e soli Dei glória!’

O ecumenismo tem sido um divisor de águas em meio aos cristãos. Muitos o defendem por sinceridade, outros por conveniências e lucro próprio. Há também cristãos que vêem nele um estratagema da Igreja Católica Romana, para novamente dominar a cristandade, e por essa visão e pensamento se declaram antiecumenicos. O documento intitulado “Dominus Iesus” (Senhor Jesus), escrito pelo cardeal Joseph Ratzinger, delegado da congregação para a doutrina e fé, (antigo Santo Oficio) em 2000, ressuscitou uma posição do Concílio de Trento, afirmando ser a Igreja Católica a única portadora da salvação. Tal documento, em parte comprovou o pensamento dos supracitados opositores ao movimento ecumênico em relação à Igreja Católica Romana. O documento Dominus Iesus que qualifica a Igreja Católica como única igreja verdadeira, foi refutado por alguns teólogos libertacionistas. Os teólogos contrários ao documento qualificaram- o como semelhante ao Syllabus de Pio IX, e de estar em oposição às decisões do Concílio Vaticano II. Na visão de tais teólogos o teor do documento é de característica ofensiva aos demais cristãos. Entre os contrários ao Dominus Iesus estão teólogos importantes como Hans Küng, Jon Sobrinho e Leonardo Boff.

(mais…)