Arquivo da categoria ‘Eclesiologia’

De um chute a santa a uma mão a idolatria.

O alastrar-se da Idolatria entre os Evangélicos, a conivência da liderança,  e o silenciar dos profetas.

ImagemDia desses em meu perfil do Facebook postei uma foto da imagem de uma grande mão simbolizando a “mão de Deus” e sob ela uma multidão de evangélicos. Não demorou muito e nos comentários pude fazer a seguinte constatação:

Certos evangélicos são bons expositores da Bíblia quando é para chamar de idólatras as práticas católicas romanas, principalmente as do catolicismo popular. Uma das questões que marcava o protestantismo brasileiro era o anticatolicismo, no qual o povo católico era tachado pelos evangélicos como idolatras, adoradores de imagens, pagãos… Ser evangélico era ser diferente e praticar o oposto do que o católico era e praticava. Mas as práticas condenadas no catolicismo, hoje estão sendo adotadas por setores do Neopentecostalismo. São inúmeras, mas vou pontuar apenas algumas que julgo como as mais gritantes.

Houve uma época que o Papa era chamado de Anticristo, por se declarar o cabeça visível da Igreja, hoje um seguimento neopentecostal possui um Patriarca.

O catolicismo era julgado como idolatra por prestar adoração ao Santíssimo, sacrário, onde a Hóstia consagrada é custodiada e levada em procissão para a adoração pelo fieis, hoje igrejas pentecostais e neopentecostais entronizam réplicas da arca da aliança no templo, o povo a toca, entram em transe, se curva diante dela. (Veja no vídeo e fotos no final do post.)

Evangélicos chamavam os padres de idolatras por beijarem o anel do Papa, pelo fato dos aspirantes se prostrarem deitados aos pés do bispo no ritual de ordenação ao presbitério. Hoje um seguimento dentre os que mais crescem se curvam aos pés de um auto-intitulado patriarca

Quem ainda se recorda do chute a imagem de Aparecida? Episódio ocorrido no dia 12 de outubro de 1995, ao vivo, na madrugada da Rede Record, e qual foi exaustivamente demonstrado pela emissora concorrente, a TV Globo. Hoje denominações neopentecostais que denunciavam os ídolos ou símbolos de fé católica romana adotam as mesmas práticas, dão uma “mão” a idolatria e convidam o povo a se colocar sob a “mão” de Deus. Os anticatólicos acusavam Aparecida do Norte de ser o maior santuário dedicado a idolatria no Brasil, o qualificavam como o trono de satanás. Mas é estranho que muitos estão calados e contribuindo para a construção do Templo de Salomão (a meu ver templo de “Salomamom”). Se de acordo com Atos 17: 24, Deus não habita em templos feito por mãos humanas, como a Bíblia diz, pergunto: quem vai habitar em tal templo? Deus ou Mamom?

(mais…)