Arquivo de 11/06/2018

A propósito do conselho de Paulo a Timóteo. Se lembrando de quem jamais devemos nos esquecer.

Introdução.

paulo-e-timoteoA segunda Carta de Paulo a Timóteo foi escrita no ano 67 Dc. Foi a última carta do Apostolo dos Gentios. Com 70 anos de idade quando a escreveu, Paulo já estava no final de seu processo e se encontrava em prisão domiciliar em sua casa em Roma. Nela ele passa descrições de como foram seus julgamentos, e faz um apelo a Timóteo, para ir ter com ele o mais rápido possível, pois já pressentia seu martírio. É em 2 Timóteo que ele faz a sua mais conhecida declaração final: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.” (II Timóteo 4:6-7)

A carta é endereçada a um jovem pastor que se converterá aos 13 anos de idade. Timóteo, do  grego “Timótheos” que significa “honrado por Deus”. Aos 19 começou a andar com Paulo, após a separação entre o Apóstolo e Barnabé, conforme descrito em Atos 15:37-39, por causa de João Marcos (BUCKLAND, 1981, pg 428-429). Excetuando a carta aos Gálatas, o nome de Timóteo aparece 24 vezes nas cartas de Paulo e até mesmo na anônima Carta aos Hebreus 13:23. Paulo o consagrou Bispo da Igreja em Éfeso no ano 65 d.C.,.  Timóteo além de ser jovem, o que fazia com que muitos o desprezassem, também era tímido e doente, sofria de frequentes dores no estômago. Uma das razões da Carta de Paulo a Timóteo, carta pessoal, além de despedida, era fortalecer o jovem pastor diante das dificuldades que enfrentava, uma crise de fé, e que certamente aumentariam depois do martírio de Paulo. A sua crise fica evidente nas constantes falas de Paulo a exemplo de: “…reavive o dom de Deus que está em você pela imposição de minhas mãos…. 2 Tm 1:6; “Portanto, não se envergonhe do testemunho de nosso Senhor,…; “…fortifique-se na graça que há em Cristo Jesus…” Dentre os inúmeros conselhos do velho Paulo a seu jovem discípulo, Timóteo, eu destaco e quero detalhar o que segue:

(mais…)