Arquivo de abril, 2018

“Miriã e Arão começaram a criticar Moisés porque ele havia se casado com uma mulher cuxita.’ (Números 12.1).

“O temer a oposição é o que paralisa muitos líderes e aborta muitos projetos. O temor a oposições é a maior das oposições, o excessivamente temeroso é opositor e sabotador de si mesmo. Josué viu tudo o que Moisés enfrentou, mesmo sendo ele levantado por Deus não lhe faltou oposição humana. Moisés foi “ferido” em oposição por pessoas próximas, gente carne da carne dele, isso, bem como o desfecho, fica evidente em Nm 12:1 a 16, no episódio conhecido como: “A sedição de Mirian e Araão”.

Mirian e Araão não falaram contra Moisés em oração, era uma conversa entre eles mesmo, assim como muitas vezes ocorrem em nossas igrejas, em “reuniões” paralelas que grupos fazem em seus lares, em oposição a pastores e líderes. Eles, partindo de uma questão particular na vida de Moisés, o casamento com uma mulher negra, etíope/cuchita (pele negra), passaram a advogar a mesma autoridade que ele. Uma das muitas coisas que me chama a atenção no episódio é a parte de “d” do versículo 2: “O Senhor o ouviu.”

Interessante que não vemos Moisés atacando seus opositores, mesmo atacado, mesmo tendo o seu chamado ministerial exclusivo colocado em dúvida, (Versículo 2), Moisés nada diz nesse episódio. Gosto da tradução da Bíblia de Jerusalém, a qual diz que: “Iahweh os ouviu.” Deus é quem o defende e mostra quem foi de fato estabelecido por Ele. Não fora Moisés que buscou a Deus para falar-lhe contra seus opositores, tudo indica, pela referência a mansidão de Moisés no versículo 3, que se ele ouviu, ele calado ficou. Foi Deus quem buscou os opositores de Moisés para falar-lhes.

 

Certamente Josué presenciou o desfecho do episódio, razão pela qual, o Eterno fez questão de afirmar ao discípulo que agora substituía seu saudoso mestre:

Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares.
Josué 1:9

“O temer a oposição é o que paralisa muitos líderes e aborta muitos projetos. O temor a oposições é a maior das oposições, o excessivamente temeroso é opositor e sabotador de si mesmo. No atender o chamado de Deus, muito mais importante do que saber quem é contra nós, é ter convicção de quem é por nós. Acertadamente, alguém um dia falou: ‘Um com Deus é maioria!’ A esse adágio Paulo endossa ao indagar e afirmar:

“Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?
Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas?
Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.
Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.
Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?
Como está escrito:Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia;Somos reputados como ovelhas para o matadouro.
Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Romanos 8:31-37

Firmados nas promessas acima não temamos e não busquemos saber o que falam ou trama contra nós, antes busquemos viver em fidelidade a Deus, e ele cuidará de nós e tratará com e dos que em oculto tramam contra nós. Que Aquele que nos chamou, ungiu, estabeleceu e é por nós, nos abençoe hoje e sempre. ”

Pastor José do Carmo da Silva

(mais…)

 

Uma história real de pecado, graça, amor, perdão e restauração.

Texto antigo, escrito em de 2012.

posts-o-que-e-restauracaoTive um jovem casal de amigos com quem possuía grande comunhão. Em dois mil e sete meu amigo perdeu a esposa, a qual morrera de câncer. Um ano depois, contrariando a lei da igreja dele, ele casou com uma mulher não convertida. Ela era simpatizante, mas não se batizou, alegando que não se sentia preparada.

Em 2010 eu fui visitá-los e durante um bate-papo tomando tereré com o casal estranhei quando ele pediu a ela para nos deixar a sós, pois precisava falar comigo. Ela saiu com o bebê no colo e disse que ia preparar um cafezinho, depois ia a padaria comprar pães. Continuamos no tereré e depois de um tempo cabisbaixo ele falou tristemente que não mais estava indo na igreja que frequentou por mais de 15 anos e na qual fora presbítero desde antes de ficar viúvo. Perguntei o motivo e ele disse que fora traído pela atual (mais…)

via Eternos aprendizes, sim, eternas crianças na fé, não. Somos  vocacionados a crescer

“Eternos aprendizes, sim, eternas crianças na fé, não. Somos  vocacionados a crescer. “

Antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A Ele seja a glória, agora e no Dia eterno! Amém. – 2 Pedro 3:18

Resiliência-EmocionalÉ comum na criação, que as coisas nasçam pequenas, todavia, é anômalo que continuem pequenas. Deus criou todas as coisas para o crescimento, se observarmos a natureza, com o olhar contemplativo e investigativo, vamos concluir que tudo o que foi criado por Deus é chamado a crescer, isso de forma natural. Ser pequeno é uma fase crucial na vida de praticamente todos os seres, contudo, o crescer faz parte da existência plena que Deus planejou para tudo o que criou.

Até os maiores rios do mundo nasceram pequenos, mas foram crescendo, se agigantando, até que se tornaram imensos e por fim se fundem a lagos ou aos lençóis freáticos. Com poucas exceções, o destino da grande maioria dos rios é se fundir com o mar ou tornar-se um com o oceano. Segundo estudiosos, o Rio Okavango é o único do planeta que foge à tal regra. Okavango, deságua no Deserto da Namíbia. “Conhecido como o rio que nunca encontra o mar, o Okavango desaparece no deserto de Kalahari em 15.000 quilômetros quadrados numa confusão de lagos, canais e ilhas a noroeste de Botsuana.”¹

(mais…)