Arquivo de janeiro, 2013

Morte no altar metodista

Publicado: 22/01/2013 em Uncategorized

Morte no altar metodista

O caos operava em minha alma, a confusão, a revolta, o ódio, o medo e a opressão reinavam em meu ser. Não sei o motivo, mas Ele olhou para minha existência, me amando gratuitamente, de minhas culpas teve clemência. Veio até mim, desceu ao mais profundo do meu eu. Convidou – me no portão de minha casa. Com voz suave disse: vá à igreja. Por três vezes enquanto pedalando naquela terça-feira quase três da tarde eu buscava uma porta aberta, Ele por mais duas vezes repetiu a mesma orientação: vá à igreja… Vá à igreja.

Ali na IMCA – Igreja Metodista Cabeceira Alegre, única porta aberta naquela tarde de terça – feira, magro, desiludido da vida, cheio de culpa, remorso, tentativa de suicídio, contemplei seis senhoras que junto do altar oravam. Com insistente carinho elas me chamaram, sem medo ou preconceito em minhas mãos pegaram, a um desconhecido amor e misericórdia demonstraram. Sem instrumentos, sincronia, mas com graça e unção, com cancioneiros em punho, iniciaram a canção:
(mais…)

Pastor da Assembleia de Deus diz que vai “ferrar” a Forbes

Pastor da Assembleia de Deus diz que vai “ferrar” a Forbes

O pastor Silas Malafaia: ele não poupou na indignação contra a Forbes, a que chamou de “safados”

 

Depois de ter o nome publicado ao lado de uma fortuna de R$ 150 milhões, Silas Malafaia rebate revista norte-americana e diz que vai “ferrar” publicação na justiça

São Paulo – O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, disse que vai entrar na justiça contra a revista Forbes para “ferrar esses caras”. Na semana passada, Malafaia e outros pastores evangélicos “multimilionários” foram tema de reportagem da publicação norte-americana que listava o patrimônio de cada um e mostrava a fé como um “negócio altamente lucrativo” no Brasil.

Imagem“O mundo precisa de pessoas que pensem o novo, que formulem respostas através de suas reflexões. Não se trata de desprezar os que pensaram antes de nós, mas quando simplesmente se repete o pensamento de outrem, não se produz novas respostas que possibilite a inovação da humanidade. Se acomodar vivendo sob o resultado do que já foi pensado é comodismo que mantém o mundo e a sociedade com o mesmo conteúdo e tamanho que elas contêm.”

“Toda mudança começa na mente, o novo nasce em pensamento e se torna realidade concreta para aqueles que o fazer está para além do pensar como meta. Cada vez que nasce um ser pensante é sinal que o mundo não mais será como dantes. Cada vez que morre um pensador a humanidade perde um ser transformador da realidade.”

Reverendo José do Carmo da Silva – mano Zé do Egito

“Eis que os filhos são herança do SENHOR,…” Salmo 127:3

imagesDe três em três semanas, sempre que ocorria a mudança de turno era a mesma coisa. No novo turno, na extratora de òleo vegetal eu entrava as treze e trinta e saia às vinte e duas horas da noite. Meu itinerário era sempre o mesmo. Eu tomava o caminho do tamarindeiro em direção ao ponto de ônibus e de longe o avistava. Parecia que era combinado, aliás, penso que se combinado fosse, talvez não tivesse havido tanta sincronia. Era sempre na mesma hora, ele estava sempre no mesmo lugar. Sempre estava sozinho, só de shorts, sem camisa, descalço. Penso que devia ter uns cinco ou seis anos de idade.

À hora mais importante do dia dele era quando o homem de uniforme verde apontava no horizonte e vinha caminhando em direção a ele. Quando me via deixava de lado seus carrinhos feitos de tocos de madeira, latinhas de leite, alguns de plásticos faltando algumas rodinhas e ficava me olhando. O olhar dele me intrigava, pois me encarava, porém nada perguntava; calado em silêncio simplesmente parado, introspectivo ficava a me olhar, e seu olhar intrigante e enigmático me seguia até quando não mais podia me ver quando eu fazia a curva no velho pé de tamarindo. Eu pensava que o que chamava a atenção dele era meu uniforme verde.

(mais…)

Rev. José do Carmo da Silva – Mano Zé do Egito

Comumente os pregadores da “Teologia” da prosperidade citam os patriarcas e reis do Antigo Testamento como exemplos de que os servos de Deus devem ser prósperos financeiramente como sinais de que possuem fé. Segundo eles a fé é manifesta pelo ter, ter bênçãos materiais.
(mais…)

Reverendo José do Carmo da Silva – Mano Zé do Egito

ImagemNaquela noite, como de costume, o sermão dele foi ácido puro, derramou fogo e enxofre sobre a congregação. Esmurrando o púlpito, gritava alto, dizendo que Deus odiava os hipócritas, detestava espírita, abominava católicos, repudiava judeus, mas que estava disposto a dar uma segunda chance a quem se tornasse adepto da igreja dele.

Julgava-se iluminado, intocável, crente que possuía infalibilidade pastoral ficava cheio de orgulho “santo” quando alguém lhe batia nas costas e o declarava como, “a boca de Deus falando suas ultimas palavras aos homens”. Estranhamente sempre tinha gente elogiando as mensagens dele, apesar de que o índice de pessoas depressivas na congregação aumentava na mesma velocidade que ela se esvaziava. Tinha uma preferência mórbida por textos do Antigo Testamento, dizia que o povo tinha que primeiro sentir a lei para assim valorizar a graça quando conseguissem merecê-la por meio de suas vidas santas.
(mais…)