Conhecereis, vivereis e pregareis a Verdade, e ela por si só, a vós e a outros libertará

Publicado: 05/09/2008 em Artigos, Poesia
Tags:, , , , , , ,

https://i1.wp.com/www.comunidade.cn/upload/escritofoto/66062.jpg

O conhecido ex-bruxo tio Chico, hoje pastor Francisco, em seu testemunho costuma contar o suposto pacto que ele teria feito para Xuxa, pacto este que a impediria ter contato sexual com homens. Neste mesmo testemunho pastor Francisco cita o nome da missionária Lanna Holder, ex-lésbica, dizendo que ela teve um caso com a apresentadora Xuxa, fato este que Lanna teria contado a ele pessoalmente. Porém, há algum tempo atrás, Lanna Holder publicou uma nota em seu Site Oficial, desmentindo a história de que teria acontecido em seu passado algum envolvimento com a apresentadora Xuxa.

A reflexão que se segue, nasce com base na matéria acima citada, porém nela não entrarei no mérito da discussão sobre o alegado relacionamento homossexual vivido no passado entre Xuxa e a hoje convertida e Missionária Lanna Holder. Focalizo sim as conseqüências dos falsos testemunhos, que têm surgido ultimamente no meio evangélico nacional. Desejo ater-me as mentiras que algumas vezes têm sido proferidas dos púlpitos por pessoas que se dizem convertidas, e sobre suas funestas implicações para a causa do Reino de Deus. Não conheço o ex-bruxo Tio Chico pessoalmente, embora tenha seu testemunho em CD, assim como do suposto Mano Guina, que também cito neste artigo. Ao escrever não me posiciono a favor deste ou daquele, tampouco como juiz sobre ninguém, coloco-me antes em baixo das Escrituras, que dizem, que devemos denunciar as obras infrutíferas das trevas: e mentiras são trevas, ainda mais quando ditas em nome de Deus e sua Palavra. E, é baseando-se em dois textos da Palavra de Deus a baixo citados que desenvolvo meu pensar.

O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos próprios olhos, o que contemplamos, e as nossas mãos apalparam, com respeito ao Verbo da vida (e a vida se manifestou, e nós a temos visto, e dela damos testemunho, e vo-la anunciamos, a vida eterna, a qual estava com o Pai e nos foi manifestada), o que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros, para que vós, igualmente, mantenhais comunhão conosco. Estes versículos de 1 João 1 de 1 a 3 juntamente com Atos 4.20: “pois nós não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos”, nos dão base para o testemunho de nossa fé diante de crédulos e incrédulos, relatando o que Deus fez em nossas vidas por meio de um encontro pessoal com Jesus Cristo ressuscitado.

Porém, atualmente muitos escândalos têm surgido no meio evangélico, devido a falsos testemunhos. Infelizmente existem pessoas no meio cristão, que parecem acreditar na farsa, de que seja possível pregar a verdade do Evangelho, contando mentiras de suas vidas pregressas, sempre cheias de podridão. A palavra de Deus diz que onde abundou o pecado superabundou a graça (Rm 5.20), e com base neste versículo bíblico, de forma distorcida obviamente, criou-se o que aparenta ser uma verdadeira indústria dos testemunhos, onde predomina o marketing do tipo: “quanto pior antes da conversão melhor depois dela”.

Ou seja, indivíduos contam com palavras o quanto eram pervertidos antes, tentando provar o quanto são convertidos agora, convencendo rapidamente a muitos cristãos, que impressionados com o testemunho, escancaram as portas e púlpitos de suas igrejas para recebê-los.

Creio em conversões, do contrário não seria convertido e tampouco pastor e pregador do Evangelho. Intelectual e experimentalmente creio que Jesus liberta de qualquer cadeia do pecado a todos quantos forem a Ele, Nele crendo e Dele aprendendo, e pondo em prática com o auxilio da graça divina seus ensinos . Porém, teorizo que crer é também pensar, portanto penso que, os frutos de uma verdadeira conversão, só se podem provar com o tempo, mostrando-se com a vida. Por mais que as flores sejam bonitas e cheirosas, na vivência da fé cristã, são os frutos que contam, pois flores perdem o perfume, murcham, caindo ao chão às vezes sem sequer ter dado frutos. Já os frutos quando gerados, produzem sementes e outras vidas. Enquanto cristão e pastor penso que, o mundo não mais está interessado em nos ouvir falar subjetivamente do que Jesus fez em nossas vidas, mas sim em ver concretamente em nossas vidas o que Ele fez, e principalmente nos ver fazendo socialmente na vida do próximo, tudo aquilo que Jesus de Nazaré em sua época terrena fez aos seus contemporâneos. Tudo isso só pode ser testemunhado por uma vivência coerente com aquilo que lemos nas Escrituras e pregamos nos púlpitos. O testemunho cristão se torna mais autêntico e impactante, quando muito mais que falado é vivido, em relação a essa exigência e coerência da práxis cristã, aliada ou mesmo superando o discurso, já dizia Francisco de Assis: “Pregue o Evangelho, pregue o Evangelho, se preciso for, use até mesmo palavras”.

Há algo de podre no meio evangélico nacional, e tal podridão se manifesta dentre inúmeras outra formas, também em meio a exageros e até mesmo mentiras que permeiam certos testemunhos de conversões, por este Brasil a fora. Quantos estragos para a Igreja de Cristo, e a causa do evangelho que é o Reino de Deus, não causam tais mentiras? Basta ver o que ocorreu quando há alguns anos, certo individuo que se dizia chamar “Mano Guina”, atraia multidões para as igrejas com seu testemunho, onde dizia ter ressuscitado de entre os mortos, após levar quase trinta tiros, (parece-me que vinte e seis só na caixa peitoral). Entre tantas outras mentiras por ele contadas, dizia ter sido anteriormente componente do nacionalmente conhecido grupo de RAP, “Racionais MCs”, o que fez com que inúmeras igrejas o convidassem para relatar sua conversão. Mano Guina chegou até mesmo a gravar seu testemunho em CDs, obviamente vendendo-os. Testemunhava de Igreja em Igreja, atraindo a muitos, até que começou a entrar em contradições no que dizia de um púlpito para outro, sendo finalmente desmascarado. Posso estar enganado, mas parece-me, que de fato tudo era mentira no testemunho dele.

Aparenta existir uma indústria do testemunho, onde algumas pessoas, (ainda mais quando oriundas ou ligadas ao meio artístico secular), encontram espaço para alardearem suas conversões. Logo se tornam celebridades no meio evangélico cobrando gordos cachês para “compartilharem” seus testemunhos de conversões a Cristo, ficando assim com a agenda mais apertada e rentável do que antes da “conversão”. E para dar maior veracidade ao acontecimento, alguns/mas, recheiam seus testemunhos com mentiras e mais mentiras em torno de fatos espetaculares, carregados de subjetividade. Fatos quase inacreditáveis, mas é exatamente ai que esta o esquema, pois quanto mais inacreditável o relato, mas crédito recebe o novo converso, e mais espaços para novos testemunhos surgirão. Diante dos relatos emocionantes, logo após o culto, ou série de conferências é comum muitos crentes voltarem para suas casas com seu CD, ou DVDs, contendo o testemunho gravado. Tais pessoas no afã de proclamarem o Evangelho, almejando alcançarem seus amigos e familiares, naturalmente lhes repassam os testemunhos gravados. O problema é que, ultimamente vem ocorrendo de o indivíduo descobrir, que aquilo que muitas vezes repartiu, ouviu, e até chorou ao escutar era tudo ou 50% (para não cometer exageros, vou por meio a meio) mentira. Isto ocorre pois, hodiernamente dentre o povo de Deus, ainda há os que muitas vezes padecem por falta de conhecimento, por não buscar o discernimento do que ouvem, deixando se levar pelo emocionalismo, ufanismo e até mesmo fanatismo, a ponto de diante das mentiras contadas no púlpito ainda gritam: “Aleluiaaa, gloriaaaaa a Deus, falaaaaa Deeeus!”.

Fico imaginando o quanto Paulo não teria lucrado, contanto o testemunho de seu arrebatamento ao terceiro céu, penso que o Apóstolo guardou para si o que vivenciou, só relatando 14 anos depois, por não querer que as pessoas o vissem como um grande vulto, tal qual Simão o mágico, que se tivesse vivido tal êxtase, certamente o relataria horas ou dias depois de tal experiência sobrenatural. Obviamente cobrando para contar o testemunho, assim como quis comprar o poder apostólico de impor as mãos e batizar com o Espírito Santo. (At 8.14,25). Paulo demonstrou o poder do Evangelho, com sua vida, em meio a lutas e perseguições, fome, espada nudez. Só quatorze anos depois, provocado pelos coríntios é que relatou seu arrebatamento e visões do transcendente. Basta ler do Capitulo 10 até o 12 de II Coríntios.

É diante destes fatos lamentáveis, como o citado na matéria comentada que eu continuo: “me orgulhando do Evangelho poder de Deus que liberta o homem, mas me envergonhando do testemunho falado e vivido por alguns “evangélicos” que distorcem a Palavra de Deus, transformando-a em fonte de lucro, que lhes locupletam. que Deus tenha misericórdia, daqueles que vivem a caça de testemunhos extraordinários, não lhes bastando, esta verdade bíblica: “A mensagem de Deus está perto de você, nos seus lábios e no seu coração” – isto é, a mensagem de fé que anunciamos. Se você disser com a sua boca: “Jesus é Senhor” e no seu coração crer que Deus ressuscitou Jesus, você será salvo. Porque nós cremos com o coração e somos aceitos por Deus; falamos com a boca e assim somos salvos. Porque as Escrituras Sagradas dizem: “Quem crer nele não ficará desiludido.” (Rm 10.8,11).

Aos que dizem: “o que importa é que o Evangelho esta sendo pregado, e mesmo em meio a mentiras existem verdades e muitos se convertem”, digo que isto é incoerência quando se trata de pregar a Palavra de Deus, verdade que liberta do erro e luz que dissipa as trevas do engano, não existe trevas na luz, pois uma anula a outra, para uma entrar a outra tem que sair, basta fazer a experiência ligando a luz de casa, na escuridão da noite. A mentira é trevas, o Evangelho genuíno é luz, não se pode pregar a verdade contando mentiras, ainda mais mentindo em Nome de Deus, o qual não se deixa escarnecer.

Enquanto povo evangélico, penso que precisamos estudar mais e melhor a Bíblia, e ao fazermos isso, vamos nos dar conta de que segundo as Escrituras, não são somente idólatras, homossexuais e adúlteros, os quais morrendo em seus pecados se perderão eternamente, mas veremos que o quadro é bem mais amplo, e dentro dele se encontra entre outros condenados, também os mentirosos: “Mas os covardes, os traidores, os que cometem pecados nojentos, os assassinos, os imorais, os que praticam a feitiçaria, os que adoram ídolos e todos os mentirosos, o lugar dessas pessoas é o lago onde queima o fogo e o enxofre, que é a segunda morte”. Fica no texto supracitado a prova de igual condenação e o alerta, pois ainda existe tempo para uma real conversão, para quem ousa subir num púlpito para contar mentiras em suas pregações ou em seus extraordinários testemunhos. Quem tem ouvidos para ouvir que ouça, pois mais do que nunca, é preciso ouvir o que o Espírito diz a Igreja, e Ele continua nos falando por meio das Escrituras, verdadeira Revelação de Deus, que desde o Antigo Testamento, já ordenava: “Não dirás falso testemunho contra teu próximo”. (Ex 20.16), Penso que Jesus confirmou isso no Novo Testamento ao dizer: Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno. (Mt5.37), o que foi relembrado por Thiago aos cristãos primitivos: antes, seja o vosso sim sim, e o vosso não não, para não cairdes em juízo. (Tg 5.12b)

Pr. José do Egito

comentários
  1. josue tavares disse:

    isso e uma palhaçada rapa!!!!!!!!!!

  2. Jênifer disse:

    Achei incrível seu texto…
    E dou glória a Deus por sua vida, porque nesses últimos dias está sendo difícil encontrar verdadeiros cristãos…
    Porque vou ser sincera, dá até certa vergonha dizer que sou crente, ou evangélica, devido a certas pessoas ridicularizarem o evangelho se dizendo “crentes” ou “evangélicas”..
    Por isso digo que sou cristã, creio e sigo a Jesus…
    E, cara, essa frase do Agostinho, poxa, é tudo!
    Me fez lembrar do bom samaritano, ele não disse palavra alguma àquele homem! Simplesmente o enxergou, se identificou e fez o que era preciso para o ajudar…
    Esse sim é o verdadeiro evangelho… amor que se mostra em atitudes, fatos e verdade, não somente em palavras e conversa… (I Jo 3:18).

    Deus te abençoe meu querido! Que você venha crescer cada dia mais na graça e no conhecimento do nosso Deus!

  3. José Eudes disse:

    otima sua materia.
    sou crente a 10 anos dos quais a 3 venho muito intrigado com o comportamento dos meus supostos irmãos ( ovelhas). a conclusão que cheguei é que muitas pessoas só conseguem ser simplis e cinseras até bem pouco tempo de congregadas quando descobrem que o evangelio é otimo para exaltaçao e gloria pessoal até muitas vezes rendendo bons dividendos, lutei um tempo contra isso , mais a unica maneira que eu encontrei de viver em paz foi mim retirando deste meio podre que se diz cristão. fui pentecostal e hoje mim congrego em uma igreja reformada a qual mim surpreende a cada dia , com seu estilo de vida simplis ,,,, gloria a DEUS por isso .

    • przedoegito disse:

      Prezado colega, existem muitas pessoas assim como você, que se envergonham dos “evangélicos”, mas pela graça se orgulham do Evangelho. Fica na Paz, erradicado e firmado Nele, que jamais pode nos frustar.

  4. Marcos Melo Serrano disse:

    Concordo plenamente com o comentário do Pastor José do Egito. Por causa de tudo que foi citado no texto é que muitos estão deixando as igrejas decepcionados com o tipo de evangelho que encontram, que promove mais a alguns homens do que a Deus.

  5. izabela disse:

    concordo em tudo com o que o senhor disse, por isso sou as vezes taxada de chata quendo lembro da passagem biblica que diz dai de graça o que recebeis de graça! as pessoas cobram da palavra que de graça receberam e ainda levam nome de santos, as igrejas surgem mais e mais pedindo ofertas dizendo “tire só o da passagem que Deus vai te ajudar”… e é manto santo, corrente dos 318, os sete mergulhos da prospéridade, o candelabro de num sei o quê??? e por aí vai juntando multidões, passam na tv chorando, pulando e saltando… e com testemunhos de tirar o folego… meu Deus que pastor ungido!!!!! que missionária santa… e Jesus, será que alguem ainda lembra? que é jesus??? ah mais pastor fulano de tal esse sim eh bem conhecido… eu fico pasma e calada pois a palavra de DeUS EH TÃO CLARA QUANTO A ISSO deixa-se enganar quem não lê, não está preparado…. vamos ler masi a biblia e deixar de escutar quem não mereçe crédito! fica na paz pastor! que DEUS TE ABENÇOE!!!!

  6. imaginesom disse:

    Parabéns e obrigado pelo texto. Sou católico e percebo alguns excessos tb.

    (a frase de Agostinho é tb atribuída a Francisco de Assis. Será q São Francisco a adotou tb? Qual seria a fonte?)

    Att
    Estevão Moreira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s